Central de Atendimento 54 3511.1664  |  24 Horas  |  vendas@unimed-as.com.br

Você está em Blog > Saúde e Prevenção > Saúde mental em primeiro lugar

Saúde mental em primeiro lugar

08/01/2024 |

Estresse, tristeza, medo, raiva, mágoa. São algumas emoções que fazem parte da nossa vida e, muitas vezes, não há como evitá-las. O fato é que somos humanos. Sim, adoecemos, temos medos, ansiedades, ficamos deprimidos. Aliás, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 9,3% da população brasileira sofre de ansiedade. O índice nos coloca como um dos países mais ansiosos no mundo. Portanto, estar atento a estes sentimentos e a intensidade deles é um dos passos em direção ao equilíbrio e a uma vida de qualidade.

Uma situação de estresse pode, sim, levar a um problema de saúde mental. Porém, identificada a questão e o que ela causa, com a ajuda de um profissional da área da saúde mental, é possível retomar o equilíbrio e ter uma vida saudável. Por muito tempo, a ideia de recorrer a profissionais, como terapeutas, psicoterapeutas e psiquiatras, era um tabu. Felizmente, essas crenças vêm sendo transformadas e tornam a psicoterapia mais próxima e acessível às pessoas. Atualmente, os planos de saúde já tem no rol de seus serviços tratamentos terapêuticos. Isso possibilita um acompanhamento que vai além do tratamento de transtornos graves, como a depressão e ansiedade, mas sim, agindo na prevenção de um esgotamento de forças. A terapia é uma excelente aliada, por meio do autoconhecimento, ajuda a compreender os sentimentos e emoções. Ela pode nos auxiliar atravessar momentos difíceis como luto, separações e conflitos, levando a lidar com essas situações da melhor forma possível.


A campanha Janeiro Branco

O mês de janeiro, o chamado Janeiro Branco, nos oferece a possibilidade de refletir sobre a saúde mental e o que temos a nosso dispor para uma vida melhor, de qualidade, pois é o que todos merecem. Para tanto, é preciso entender um pouco mais sobre saúde mental e saber sobre importância de buscar ajuda, sem receio. Mesmo em situações de risco, quem faz acompanhamento psicológico e/ou psiquiátrico tem uma maior habilidade de lidar com problemas. Procure entender melhor:


O que são doenças mentais?
São transtornos da mente - condições com repercussões de ordem psicológica ou psiquiátrica, com causas e sintomas variados.  É bem comum a confundir ansiedade (que tem a ver com emoção), com transtorno de ansiedade (que é um distúrbio) e melancolia (que é um sentimento), com depressão (que é uma doença). Todos, por vezes, temos pensamentos, percepções, emoções e comportamentos incômodos, no entanto, isso não significa uma doença psiquiátrica. Por conta disso, há confusão no diagnóstico de doenças mentais. Mas cada uma delas têm características específicas. 

As doenças mentais são definidas como alterações na química cerebral que geram particularidades intelectuais, emocionais e/ou comportamentais. Para serem consideradas transtornos psíquicos, os sintomas devem trazer impactos significativos na vida da pessoa, conforme indicativo da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS).


Como são classificadas?
Existem mais de 300 tipos de transtornos mentais catalogados. São classificados em grupos, como:

- Transtorno neuro cognitivos: Parkinson, Alzheimer ou outras demências
- Transtornos do neurodesenvolvimento: autismo, déficit de atenção (TDAH)
- Transtornos psicóticos: esquizofrenia, transtorno delirante
- Transtornos ansiosos: fobias, Síndrome do Pânico, ansiedade generalizada
- Transtornos depressivos: depressão maior, distimia
- Transtornos de personalidade: antissocial, borderline, transtorno bipolar
- Transtornos relacionados ao uso de psicoativos: como álcool, cigarro e drogas ilícitas
- Transtornos do sono: insônia, hipersonolência, entre outros.


Quais as causas?
Entre os principais fatores de risco para transtornos mentais, estão:

- Fatores ambientais: estilo de vida estressante, condições de trabalho impróprias, hábitos alimentares inadequados
- Fatores sócio-culturais: contexto político e econômico, problemas financeiros, questões religiosas
- Fatores genéticos: histórico de doenças mentais na família
- Fatores químicos: desequilíbrios químicos no cérebro, como baixa concentração de serotonina.



Fonte: Ministério da Saúde

Compartilhe com os amigos!

Administração:
Rua XV de Novembro, 556, Centro
Fone/Fax: (54) 3511-1664

Clínica Ambulatorial e Cirúrgica:
Rua Borges de Medeiros, 2340
Fone/Fax: (54) 3511-1664

Espaço Saúde Unimed:
Rua Cristóvão Colombo, 221
Fone/Fax: (54) 3511-1694

Vacaria/RS

 

desenvolvimento Six interfaces

x
Usamos cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.. Aceitar